diferença entre vigia e porteiro

Qual a diferença entre Vigia e Porteiro? Entenda!

Muita gente ainda tem dúvida sobre qual é a diferença entre vigia e porteiro, e de fato essas duas funções não devem ser confundidas.

Quais as funções que porteiro e vigia exercem?

Tanto o vigia quanto o porteiro tomam conta do estabelecimento, controlando a entrada e saída de veículos e pessoas, além de prestar orientações aos visitantes, trabalhadores e moradores.
Através da CBO (Classificação Brasileira de Ocupações), temos a seguinte descrição de função para categoria de Porteiros e Vigias Noturnos:

“Zelam pela guarda do patrimônio e exercem a observação de fábricas, armazéns, residências, estacionamentos, edifícios públicos, privados e outros estabelecimentos, percorrendo-os sistematicamente e inspecionando suas dependências para evitar incêndios, roubos, entrada de pessoas estranhas e outras anormalidades. Controlam fluxo de pessoas, identificando, orientando e encaminhando-as para os lugares desejados; recebem hóspedes em hotéis; acompanham pessoas e mercadorias; fazem manutenções simples nos locais de trabalho”.

No entanto, nenhuma das duas funções tem responsabilidade de intervenção e abordagem direta em questões de segurança, já que tais atividades não requerem treinamento armado ou cursos específicos para a função na área.

Entendendo a diferença entre Vigia e Porteiro

A diferença entre vigia e porteiro é basicamente a extensão da área de atuação.

O vigia de condomínios residenciais ou patrimoniais tem como atribuição a fiscalização do local designado para seu serviço, sendo responsável pela ronda (a pé ou motorizada) de toda a área, interna e externa, para atividades suspeitas bem como a garantia da integridade do patrimônio.

Já o porteiro restringe as suas atividades apenas a área da portaria e todas as competências atribuídas ao local, como controle de entrada e saída e também pequenos serviços (a exemplo: ligação de energia elétrica, abertura de água, correspondências, etc).

E quanto ao Vigilante Patrimonial?

O vigilante patrimonial, por sua vez, tem atuação restrita aos limites dos estabelecimentos, urbanos ou rurais, públicos ou privados, com a finalidade de garantir a incolumidade física das pessoas e a integridade do patrimônio no local, ou nos eventos sociais, conforme Portaria nº 515/2007-DG/DPF.

Ainda, e por definição da legislação específica, tem um papel mais ostensivo no local de trabalho e que exige que o candidato à função tenha treinamento específico juntamente com a licença para o porte de armas, exigências estas que não cabem ao porteiro e ao vigia.

Todas essas funções são importantes para garantir a integridade e bom funcionamento de condomínios empresariais ou residenciais.

Aqui na Lumiere você encontra porteiros e vigias treinados não apenas em sua função, como respeito ao meio ambiente; combate a incêndios; ética profissional; relações interpessoais e trabalho em equipe. Confira todos os nossos serviços clicando aqui.

E para saber mais sobre Segurança Patrimonial, confira nossa seção no blog!

Related Posts

Leave A Reply

3 × cinco =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.